28 de janeiro de 2016
Por: Comunicação


A despatologização das pessoas trans, femininas e masculinas, e a retificação do registro civil são lutas endossadas pelo Sindicato

Nesta sexta-feira, 29 de janeiro, é celebrado o Dia Nacional da Visibilidade Trans e o Sinasefe Seção Ifes reitera seu total apoio aos movimentos e grupos que militam nas questões de gênero e sexualidade e à adoção de políticas que busquem proteger essa população da violência e inseri-la na sociedade com empoderamento e dignidade.

A despatologização das pessoas trans, femininas e masculinas, e a retificação do registro civil são lutas endossadas pelo Sindicato. É importante dar visibilidade a essas pessoas. É provável que a maior parte da população não conheça essa data, provável reflexo da exclusão a qual estão submetidas/os as/os travestis e transexuais em todo o país.

O retrato da marginalidade dessa população é igual de norte a sul do país. A violência que vivenciam se repete de forma sistemática, seja pela exclusão no mercado de trabalho, ou pelas humilhações no ambiente escolar, ou ainda a total rejeição social a que são inferidas, violações que terminam muitas vezes em assassinatos.

Evento

A Aliança Capixaba pela Cidadania LGBT promove nesta sexta-feira, 29, uma programação para celebrar o Dia Nacional da Visibilidade Trans. Às 9 horas, na capela do Hospital Universitário Cassiano Antonio Moraes (Hucam), no campus da Ufes de Maruípe, haverá apresentações do grupo Poesia de Gaveta; de desenhos da militante trans Sol Maurício; do vídeo-poema “Transcorpo”, de Fabrício Fernandes; e de um teaser do vídeo “Universo Trans”, do publicitário e fotógrafo autoral de Hid Saib.

Os participantes também poderão assistir à performance “A Grande Construção do Eu”, do bailarino e coreógrafo Mattheus Shifirmmaan.

Na ocasião será apresentado o Grupo Interinstitucional que acompanhará o processo de credenciamento do ambulatório trans do Hucam. Também serão homenageados integrantes da equipe precursora do processo transexualizador do Hucam.

O Dia Nacional da Visibilidade Trans é celebrado desde 2004 e marca a luta pelos direitos humanos e respeito à identidade de gênero. Na ocasião, o Ministério da Saúde e entidades da sociedade civil lançaram a campanha “Travesti e Respeito”, em reconhecimento à dignidade dessa população.

Com informações do Conselho Nacional de Combate à Discriminação e Promoção dos Direitos de LGBT da Ufes

455 View