2 de agosto de 2012
Por: Haroldo Lima


Com assinatura do Proifes à proposta do governo, servidores precisam articular movimento para garantir conquista da pauta de reivindicação e proposta para os TAE.

O Sinasefe Seção Ifes realiza na próxima segunda-feira, 6, mais uma assembleia extraordinária no Campus Vitória, a partir das 14h. A assembleia é estratégica para a luta dos servidores federais da educação. Nela, os trabalhadores vão discutir a contraproposta do governo, articular propostas e eleger delegados para a 112º Plena do Sinasefe Nacional, que acontece em Brasília nos dias 7 e 8, próximas terça e quarta-feira.

Em reunião entre Sindicatos Nacionais e Ministério do Planejamento, o Proifes comunicou que vai assinar a proposta apresentada pelo governo em 25 de julho. Apesar de ter representatividade quase insignificante na base, a assinatura do acordo pelo Proifes levou o movimento paredista para um segundo momento, pois legitimou a proposta indigna do governo.

“O governo rompeu de forma unilateral com os técnico-administrativos e docentes ao assinar o acordo com uma entidade sem nenhuma representatividade na base dos servidores federais. Estamos dispostos a negociar e, agora, radicalizar o movimento grevista para garantir conquistas na pauta de reivindicação”, afirma Gutenberg de Almeida, coordenador geral do Sinasefe Nacional.

RADICALIZAÇÃO E 112ª PLENA

A radicalização do movimento paredista vai ser discutida na 112º Plena do Sinasefe, que acontece nos dias 7 e 8 (próximas terça e quarta-feira). O espaço vai discutir os rumos da greve e buscar estratégias de intensificação do movimento nos campi das capitais, interior e também em Brasília.

CONFIRA A PAUTA DA ASSEMBLEIA

Informes gerais
Pauta Local
Negociação com o Governo
Eleição de delegado para a 112ª Plena

224 View