17 de outubro de 2016
Por: Comunicação


Ocupação no campus São Mateus foi tema do encontro, assim como as estratégias contra a aprovação da PEC 241

O Sinasefe Seção Ifes realizou uma assembleia geral no dia 14 de outubro no campus Vitória para análise do orçamento da proposta das Festas das Servidoras e dos Servidores. A empresa Oliveira foi a vencedora e realizará o evento será realizado na Aert, no Bairro de Fátima, além de Cachoeiro de Itapemirim e Colatina. O orçamento das festas, incluindo banda, buffet, bebidas, espaço infantil e toda a estrutura ficou em R$ 104.200,00. A deliberação sobre a empresa que fará a cobertura fotográfica e cinematográfica do evento será realizada na próxima assembleia geral, que será realizada no dia 19 de outubro.

Além disso, os participantes fizeram análise de conjuntura sobre as diversas medidas que o governo Temer adota contra a Educação, Saúde e Assistência por meio da PEC 241 que, caso aprovada, congelará os recursos dessas áreas por 20 anos. Foram feitas diversas observações e sugestões para atuação contra a PEC 241.

Sugestões

Criação de estratégias de abordagem e conscientização dos colegas para que, de maneira didática, sejam informados e possam compreender os danos para as suas carreiras, para os institutos federais e para a educação brasileira pública em todos os níveis que a PEC 241 representa;

Convocação dos pais para que haja uma conversa sobre os riscos que o futuro dos seus filhos está correndo com a PEC 241;

Acordar com os diretores de campi para que sejam realizadas convocações para que alunos e servidores parem suas atividades e participem em grande número das atividades e debates sobre a conjuntura;

Realização de reuniões nos campi com equipes de especialistas que possam fazer a “tradução” do que significam as medidas previstas na PEC com custos das viagens pagos pelo Sindicato;

Medidas educativas e judiciais em Linhares com relação à difamação que ocorre na cidade com relação à atuação do Ifes e de professores do Instituto, com acusações pejorativas sobre as posições ideológicas dos profissionais e incitando uma atitude violenta com relação a essas pessoas, incluindo até mesmo alunos e a própria marca Ifes.

Ocupação

O servidor do campus de São Mateus Adeylson Craus relatou a situação da ocupação dos estudantes no local e informou que a situação é muito tensa, pois há alunos se posicionando contra o movimento. A ocupação no local está articulada com as ocupações que ocorrem em todo o Brasil.

Os servidores sugeriram a elaboração de material gráfico específico para panfletagem entre os estudantes sobre a PEC 241, a MP do Ensino Médio e a auditoria cidadã da dívida pública. Além disso, os participantes solicitaram que seja fornecido assessoria jurídica aos estudantes que participam das ocupações. Além disso, foi votada a formação de uma comissão de servidores sindicalizados para acompanhar as ações que acontecem no campus, dialogar com os alunos que realizam a ocupação e os contrários ao movimento.

259 View