4 de junho de 2012
Por: Haroldo Lima


Reunidos em assembleia no final da tarde desta segunda-feira (4), os servidores do Ifes decidiram por não aderir imediatamente à greve nacional dos técnico-administrativos e docentes, indicada pela 108ª Plena nacional do Sinasefe para o dia 13/06/2012. Como forma de iniciar sua participação nas ações nacionais de luta pela educação, a assembleia criou um calendário de mobilização, com paralisações em todos os campi nos dias 15, 22 e 29 de junho. Nessas ocasiões serão realizadas duas assembleias gerais, nos dias 15 e 29 e assembleias locais nos campi no dia 22. O objetivo das paralisações é criar oportunidades para que os servidores possam analisar a conjuntura nacional e local, de modo a orientarem seus próximos posicionamentos no movimento. A assembleia não descartou adesão à greve em outro momento. A reunião  aconteceu no Auditório do Ifes Vitória.
547242_305293546230919_1000578039_n
Durante a assembleia, os servidores foram informados que a progressão DI,DII e DIII havia sido aprovada pelo Conselho Superior.
A análise de conjuntura da assembleia mostrou a indignação da categoria com o governo devido ao descumprimento do acordo firmado no final do ano passado, quando o Sinasefe interrompeu a greve. Também foi discutido o panorama de mobilização dos Institutos brasileiros, dos docentes e técnicos universitários, além de outras categorias do Serviço Público no movimento paredista unificado proposto pelo Fórum de Servidores Públicos Federais para este ano. Os problemas enfrentados pelos campi do Ifes também foram colocadas em discussão.
Após compilar várias propostas, a mesa encaminhou votação sobre a adesão à greve no primeiro momento, em 13 de junho. Vinte e seis servidores votaram a favor e 45 votaram contra; 9 abstenções foram registradas.
“Vamos aprofundar as discussões referentes à greve, no sentido de amadurecer a compreensão da pauta de reivindicações e das soluções que vamos encontrar para conquistar nossos direitos”, justificou Antelmo da Silva Jr., coordenador do Sinasefe Seção Ifes, após a votação que deliberou pela não adesão.
A partir dessa votação, a assembleia deliberou por manter os servidores mobilizados para a greve e criou um calendário com três dias de paralisação em todos os campi, em 15, 22 e 29 de junho com assembleia geral extraordinária em Vitória em 15 e 29, e assembleias locais nos campi do interior no dia 22. O Sindicato se comprometeu a articular ações de mobilização nos campi para cumprir o calendário criado na assembleia.

109ª Plena do Sinasefe
A assembleia também elegeu o servidor Clério Lucas Guaitolini como delegado da Seção Ifes na 109ª Plena do Sinasefe, a ser realizada no dia 06/06/2012.  A servidora Lúcia Helena Pazzini de Souza foi escolhida como observadora. A direção do Sindicato vai indicar o outro delegado garantido pelo Estatuto do Sinasefe Nacional para representar a categoria.
A Plena acontece na próxima quarta-feira (6) em Brasília, e vai articular o movimento paredista nacional. Os delegados da Seção Ifes vão levar à Brasília a posição atual da Seção Ifes e observar a movimentação nacional.
Prestação de Contas
A prestação de contas do Sinasefe também foi apresentada pelo Conselho Fiscal (CF) do Sindicato e aprovada pela assembleia. Esta foi a primeira prestação de contas da nova gestão do CF. Os números dizem respeito aos meses de dezembro de 2011, janeiro e fevereiro de 2012. A última prestação de contas do Sindicato aconteceu em novembro do ano passado, quando a nova gestão foi eleita. Clique aqui e confira o balancete do CF.
270 View