5 de setembro de 2017
Por: Comunicação


A Nota foi fruto das denúncias realizadas por membros da base e da Direção Nacional (DN) do Sinasefe na Audiência Pública de 15 de agosto

notacdh_site1

A Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado Federal enviou uma Nota de Solidariedade ao Sinasefe em virtude dos assédios e perseguições políticas que servidores da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica estão sendo vitimados.

A Nota foi fruto das denúncias realizadas por membros da base e da Direção Nacional (DN) do Sinasefe na Audiência Pública de 15 de agosto, que tratava inicialmente de questões de financiamento da Rede Federal de Educação e acabou ganhando a tônica de combate às perseguições contra os servidores que estão lutando em defesa da Educação Pública.

Na audiência, casos de perseguições de gestores da Rede Federal no IFAL, IFBA e IF Baiano e de perseguição do Ministério Público Federal (MPF) no Colégio Pedro II foram relatados por representantes da DN e das seções IFBA, Sindscope-RJ e Sintietfal-AL.

sinasefe

Nota de Solidariedade

A Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal, reunida na reunião extraordinária nº 57, de 15/08/2017, vem externar sua profunda solidariedade aos servidores dos Institutos Federais, vítimas de assédio, perseguições políticas e todo tipo de violência psicológica, perpetrada por meio de processos judiciais, comissões de ética e processos administrativos disciplinares sem justo motivo, instaurados pelas reitorias do IFAL, IFBA, IF Baiano, IFSC e Colégio Pedro II.

Download

Baixe aqui o documento enviado pela CDH do Senado Federal ao Sinasefe em formato PDF.

Fonte: Sinasefe

300 View