13 de setembro de 2018
Por: Comunicação


Artigos foram veiculados pelo jornal A Gazeta

Os discursos que defendem um Estado cada vez mais neoliberal como saída para os problemas do país têm se fortalecido nos últimos com a recessão econômica.

O chamado “inchaço” da máquina pública se propaga na mídia corporativa como grande causa do fracasso econômico do país.

Nesse contexto, não é difícil encontrarmos matérias ou colunas tecendo fortes críticas aos valores destinados à remuneração dos servidores públicos e aos seus direitos.

Em primeiro lugar é importante se combater visões generalistas sobre os servidores públicos. É notória a presença de privilégios no Poder Judiciário e nas Forças Armadas, representando gastos exorbitantes para os cofres públicos, por exemplo.

Em segundo lugar é preciso reconhecer que o trabalho dos servidores públicos está relacionado aos desafios de garantir ao povo brasileiros direitos básicos previstos na Constituição Federal.

A questão central, portanto, é buscar formas de aprimorar a eficiência do serviço público, em vez de defender que os servidores públicos representam o grande problema do Brasil.

Abaixo segue imagem do artigo da doutora e mestre em Letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Sandra Mara Bassani, veiculado pelo jornal A Gazeta. O texto é uma resposta ao artigo infeliz de Gabriel Tebaldi, veiculado pelo mesmo jornal A Gazeta, no dia 18 de agosto, no qual ele acusou os servidores públicos federais de formarem a elite do Brasil e pode ser conferido aqui.

Diretoria do Sinasefe Seção Ifes.

WhatsApp Image 2018-08-31 at 14.00.58 (1)

38 View