26 de agosto de 2013
Por: Comunicação


O cordenador-geral do Sinasefe Nacional, Shilton Roque, veio a Vitória na última quinta-feira para cobrar do reitor do Ifes, Denio Rebelo, providências em relação a Processos Administrativos Disciplinares (PADs) que caracterizem assédio moral ou ação antissindical.

Denio garantiu que as ações da reitoria são baseadas no processo legal e nada têm a ver com perseguições. Ele, no entanto, recusou-se a falar sobre os PADs por não poder manifestar opinião a respeito antes dos julgamentos. “Essa preocupação é desnecessária e não há de minha parte ou da gestão qualquer perseguição”, disse. “Não é minha postura.”

A reitoria instaurou PADs contra servidores em razão da ocupação da reitoria durante a greve de 2011. Segundo Roque, isso é grave, uma vez que a ação foi decidida em Assembleia e os manifestantes estavam exercendo seu direito. “Não se pode personalizar uma ação coletiva.”

Após o encontro com o reitor, o coordenador-geral disse que a Direção Nacional vai esperar pelos desdobramentos dos processos. “Colocamos nossa posição e o resultado (dos PADs) vai mostrar se ele (o reitor) é ou não coerente com sua fala de não haver prática antissindical.”

370 View