18 de junho de 2012
Por: Haroldo Lima


Apesar do movimento grevista do Sinasefe, Andes e Fasubra atingir mais de 85% dos servidores públicos federais em educação o governo continua protelando uma solução.

Na última reunião, o governo encheu de expectativas as entidades representativas dos docentes da Rede Federal de Ensino, apresentando um novo calendário de negociações se propondo a construir uma solução para o movimento grevista até o dia 02 de julho.

Nesta mesma reunião o governo se comprometeu em apresentar uma proposta por escrito para as entidades representativas dos docentes, em 19/06/12. Para frustração de todas as entidades, hoje, dia 18/06/12, o governo comunicou o adiamento da reunião.

O não cumprimento dos prazos estabelecidos no processo de negociação tem sido uma constante por parte do governo. De forma unilateral, o Governo já tinha cancelado reuniões anteriores e este procedimento só faz crescer ainda mais o tensionamento na greve.

Durante o comunicado do Governo que se deu por volta das 10 h, em contato telefônico, a Coordenação Geral do SINASEFE aproveitou para deixar claro sua preocupação com a posição do Governo que se mostra disposto a negociar com os docentes, mas se cala diante da mesa de negociações dos TA’s. A Educação deixou de ser a tempos uma prioridade e vem sendo tratada como um problema econômico por parte do Governo Federal.

Para o Sinasefe, resolver o problema da Educação Federal é negociar com os docentes, técnico-administrativos e estudantes.

Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica

274 View