18 de junho de 2012
Por: Haroldo Lima


Sinasefe garante transporte para servidores dos campi do interior

O Sinasefe Seção Ifes realiza nesta quinta-feira, 21, uma mobilização crucial para o fortalecimento da luta pela educação pública de qualidade e valorização profissional. Os servidores vão paralisar as atividades nos campi do Instituto para discutir em assembleia o indicativo de greve tirado na reunião da última sexta-feira, 15. Caso o indicativo seja aprovado pela base, os servidores deflagram greve geral por tempo indeterminado a partir da segunda-feira, 25. A assembleia acontece no Teatro do Ifes Vitória, a partir das 13h30. Participe!

A assembleia de quinta-feira havia sido agendada para o dia 21 pois o Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe) e outras entidades representantes dos servidores da educação participariam amanhã, 19, de mais uma reunião do Grupo de Trabalho Carreira com a Secretaria de Relações do Trabalho do Ministério do Planejamento (SRT/MP), Sérgio Mendonça. Nesta data, o SRT apresentaria uma proposta de plano de carreira para os servidores. No entanto, na manhã de hoje, o Sinasefe Nacional recebeu um telefonema do SRT/MP desmarcando a reunião.

Em comunicado enviado às bases, o Sinasefe Nacional analisou a decisão do governo de cancelar a reunião. “A Educação deixou de ser  uma prioridade e vem sendo tratada como um problema econômico por parte do Governo Federal”. O Sindicato Nacional fecha a mensagem exprimindo indignação com relação à escolha do governo, “resolver o problema da Educação Federal é negociar com os docentes, técnico-administrativos e estudantes.”

Sindicato vai viabilizar transporte para assembleia de quinta-feira, 21

Para garantir ampla participação dos servidores do Ifes na assembleia com paralisação da próxima quinta-feira, 21, o Sinasefe vai disponibilizar transporte para os servidores do interior virem à assembleia em Vitória e voltarem para seus municípios. Os coordenadores locais foram orientados a mobilizar os docentes e técnicos para participar da assembleia e articular ônibus e vans. O Sindicato também vai reembolsar o valor da gasolina usada por servidores sindicalizados que levarem para a assembleia ao menos outros dois sindicalizados em seus veículos.

“Os coordenadores locais estão sendo instruídos a mobilizar e organizar os servidores interessados a participar da assembleia de quinta-feira. A coordenação do Sinasefe está cumprindo seu papel, que é de manter os servidores informados e articulados, respeitando os espaços de construção do Sindicato”, avalia Gutenberg de Almeida, coordenador geral do Sinasefe Nacional.

Caso seu campus ainda não possua representação local, o Sinasefe orienta aos servidores interessados em participar da assembleia a entrarem em contato com a Seção Ifes para esclarecer qualquer dúvida sobre a contratação e o pagamento dos valores do transporte, entre 9h e 18h, através do telefone (27) 3322-1946.

Indicativo de greve foi tirado após extensa análise feita pela base

A decisão da assembleia da última sexta foi baseada na análise de conjuntura apresentada pelos servidores presentes no espaço. Os servidores consideraram a articulação dos docentes e técnicos das federais e de outras categorias do serviço público, além dos problemas vivenciados nos campi do Instituto Capixaba. A Seção Ifes vai viabilizar trasporte para os servidores do interior comparecerem à assembleia.

“Desde 2002, os servidores federais não chegam a um estado de mobilização que de fato sensibilize a sociedade civil e o governo. A crescente adesão de novas categorias à greve garante hoje força contra o descompromisso do governo com o serviço público”, afirma Tiago Camillo, coordenador do Sinasefe Seção Ifes.

Os servidores reavaliaram as deliberações da assembleia geral extraordinária realizada no último dia 4. Na ocasião, a categoria decidiu não aderir à greve momentaneamente e aguardar a mobilização dos docentes e técnicos dos Ifes. Também foram agendadas paralisações e assembleias para reavaliar a decisão tirada na assembleia.

Conheça a pauta de negociação dos Servidores:

– Reestruturação das carreiras;

– Política Salarial (reajuste 22.08%, data-base, recomposição das perdas anuais);

– Democracia e melhora das relações e condições de trabalho;

– Modificação na MP 568/2012 (adicionais de periculosidade e/ou insalubridade, salários dos(as) médicos(as), extensão 4% para docentes das IFE Militares e dos ex-Territórios Federais, dentre outros);

– Não à previdência complementar para os SPF;

423 View