4 de setembro de 2012
Por: Haroldo Lima


Grito parte do Bairro Jesus de Nazaré em direção à ALES. Queremos um Estado a serviço da Nação, que garanta direitos a toda população é a chamada desse ano.

Neste 7 de setembro o povo capixaba vai às ruas em mais um Grito dos Excluídos. A 18ª edição do Grito convida a população a reivindicar um Estado a servição da nação, que garanta direitos a toda a população, colocando a vida em primeiro lugar. A concentração para a marcha começa às 8h, na Rua Afonso Sarlo, (entre o Instituto Braile e o DNIT), no Bairro Jesus de Nazaré. Da Afonso Sarlo a comunidade parte em caminhada até a Assembleia Legislativa do Estado do Espírito Santo (ALES). O Sinasefe convida todos os servidores do Ifes para o momento de luta!

O Grito 2012 vai refletir sobre diversos temas que afligem a população capixaba divididos em quatro grandes eixos: ética, grandes projetos, violência e direitos sociais. A violência contra a mulher e a juventude capixaba, a implementação de grandes projetos no ES sem discussão dos impactos ambientais que podem ser ocasionados e a criminalização dos movimentos sociais serão destaques nas denúncias e gritos que serão ecoados no dia.

Para Neiriele Marques, coordenadora do Fórum de Juventude Negra do ES e uma das organizadoras do evento explica que o Grito dos Excluídos é uma forma de demonstrarmos de maneira civilizada, pública e organizada nossa indignação para com o mal e desmandos que estão presentes em nossa sociedade. “O Grito constitui-se de uma mobilização nacional que pretende denunciar o modelo político e econômico que levam milhões de pessoas à exclusão social, tornar público nas ruas e praças, o rosto desfigurado dos grupos excluídos, e propor caminhos alternativos ao modelo econômico neoliberal, e assim desenvolver uma política de inclusão social”, disse.

O Grito dos Excluídos 2012 conta com a participação de quase 50 entidades da sociedade civil organizada.

479 View