3 de junho de 2011
Por: Haroldo Lima


O sindicato não faz nada!

Na busca por AUTONOMIA sindical os metalúrgicos do ABC, através do jornal A Tribuna Metalúrgica, defenderam uma maior aproximação entre os dirigentes sindicais e os trabalhadores através do seguinte discurso:

“Como você se sente diante de seu sindicato?… Você é daqueles que ficou sócio só por causa da assistência médica, dentária, por causa da farmácia e do posto de abastecimento?… A você que vive dizendo que o sindicato não presta nós perguntamos: E você presta? No dia em que todos os trabalhadores prestarem o sindicato vai prestar também, porque o sindicato não é apenas o prédio ou a diretoria, mas a união de todos para a defesa de nossos interesses (TM, nº 02, 1972)  (SCHÜRMANN, Betina. Sindicalismo e Democracia, os casos do Brasil e do Chile. Brasília: Ed. Universidade de Brasília, 1998, p. 41)

 

É justo o servidor pagar para trabalhar?

Como organiza-se se os dirigentes sindicais não são liberados para o exercício do mandato classista?

Por que devemos aceitar portarias e atos ilegais seja do MEC ou da reitoria? E por que diante de impasses legais não se constrói soluções negociadas com os servidores?

Quem representa os servidores do Ifes? O Sinasefe ou os chefes escolhidos pelo Diretor/Reitor?

Quem fala em nome dos servidores?

O sindicato não faz nada?!

676 View