30 de maio de 2012
Por: Haroldo Lima


Nova Venécia e Guarapari  também realizaram assembleias locais na tarde de ontem (29). Os campi debateram a participação da Seção Ifes à greve dos técnico-administrativos e docentes federais com base na articulação local e nacional. Apesar de entenderem a importância e apoiarem à mobilização nacional de greve, os dois campi não vão aderir à paralisação de 5 de junho e aguardam postura da Assembleia Geral Extraordinária de 4 de junho para considera uma postura definitiva sobre o assunto.

Devido à baixa participação dos servidores, o Sindicato estuda reagendar a Assembleia Local de Vila Velha.

Nova Venécia

Os servidores presentes na assembleia manifestaram-se contra a greve, no entanto, vão acompanhar a assembleia da próxima segunda-feira (4). Os servidores indicaram a necessidade de encontrar novas formas de mobilização, pois a comunidade acadêmica ainda está se recuperando da greve de 2011.

Guarapari

Os 20 servidores presentes na Assembleia Local do Campus Guarapari não deliberaram por adesão à greve e participação na paralisação de 5 de junho. O debate girou sobre a conjuntura nacional e local e a falta de compromisso do governo com o GT Carreira.

Indicativo de Greve: os servidores entendem que o Sinasefe precisa encontrar uma forma alternativa à suspensão das aulas, porque há medo de evasão de alunos e problemas com a agenda de reposição, no entanto, os servidores colocaram-se pró-movimento nacional de mobilização.

“A reunião foi ótima em relação aos esclarecimentos, com muita participação dos servidores que estão começando a entender o contexto que está em jogo neste momento, sobre a retirada de direitos, o que o governo pensa para a carreira do servidor. A partir de agora, precisamos trazer mais gente para assembleia e intensificar a mobilização no campus”, afirma Gutenberg de Almeida, coordenador geral do Sinasefe Nacional.

338 View