12 de abril de 2017
Por: Comunicação


O encontro foi realizado nessa sexta-feira, 7, no Teatro do Ifes, em Vitória

IMG_8087

A diretoria do Sinasefe Seção Ifes participou de um ciclo de palestras na sexta-feira, 7, que contou com a presença do deputado federal Helder Salomão, sobre as reformas da Previdência e Trabalhista, realizado pelo Conselho Municipal de Educação de Vitória (Comev), no Teatro do Ifes, em Vitória.

Com o tema “Mais Ataques aos Direitos dos(as) Trabalhadores(as) – Construção de Novas Resistências”, o evento contou com palestras de Lujan Miranda, assessora política do Sindprev-ES, Livia de Cássia Godoi Moraes, professora da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e pós-doutora em Política Social, além de Vinícius Tomaz Fernandes, sociólogo e mestrando em Política Social.

cleri0_sexta_7

O diretor da Seção Ifes Clerio Lucas Guaitolini ressaltou, durante o evento, que o Governo Temer, a cada dia que passa, vem retirando mais direitos. “Não podemos permitir que esse governo continue atacando a classe trabalhadora dessa forma. Todos esses ataques são para beneficiar o grande capital e toda essa crise é para beneficiar o sistema da dívida. Temos que fazer o enfrentamento”, disse.

Na mira do atual governo, a Reforma da Previdência visa dificultar a aposentadoria de brasileiras e brasileiros impondo uma idade mínima de 65 anos. Para tentar convencer a população, já desconfiada das intenções da medida, é utilizada a propaganda enganosa de que o Sistema é deficitário, discurso já contestado pela Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Anfip) e pelo Núcleo de Auditoria da Dívida.

Trabalhista

A Reforma Trabalhista vem acompanhada de um discurso que tenta convencer de que as medidas reduzirão o índice de desemprego. Isso não é verdade, já que a flexibilização vai fazer com que as empresas exijam mais horas de trabalho, contratando menos gente, com salários menores e contratos temporários de até nove meses. Tudo estará respaldado pelo princípio de que o negociado deve se sobrepor ao legislado em uma relação de forças em que a tendência será a imposição das “propostas” dos empregadores para a manutenção do emprego, deixando a calasse trabalhadora acuada e refém dos contratantes. Na prática isso representa o fim da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), conquistada com muito luta pela classe trabalhadora.

helder_sexta_7

Todas essas conquistas que estão sendo atacadas pelo Governo Temer, segundo o deputado Helder Salomão, são conquistas que retiraram o Brasil do mapa da fome e abriram portas para o povo brasileiro crescer. “Os erros precisam ser admitidos e a esquerda precisa ser criticada. Mas é preciso que busquemos caminhos que não estejam em uma sigla partidária”, falou.

IMG_8077

A assessora do Sindprev-ES Lujan Miranda ainda destacou que grande parte dessas medidas já haviam sido propostas antes do atual governo e a própria Dilma teria que encarar uma reforma da Previdência. Mas destacou a importância de intensificar as lutas. “A guerra declarada ao governo não é sobre quem iremos eleger em 2018 e sim pelo futuro do país. Por isso devemos passar por cima da ‘Escola Sem Partido’, das reformas e todos os retrocessos apresentados”, frisou.

O evento contou com o apoio do do Sinasefe Seção Ifes, do Fórum de Diretores de Rede Municipal de Ensino de Vitória, do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Espírito Santo (Sindiupes), do Sindicato dos Servidores Municipais de Vitória (Sindsmuvi), do Laboratório de Gestão da Educação Básica do Espírito Santo (Lagebes), da Associação Nacional pela Formação dos Profissionais da Educação (Anfope), da Associação Nacional de Política e Administração da Educação (Anpae) e do Fórum de Diretores da Rede Municipal de Ensino de Vitória.

519 View