5 de outubro de 2016
Por: Comunicação


whatsapp-image-2016-10-05-at-14-30-06

Sindicato repudia a atitude do Ministério da Educação (MEC) que,sob o governo de Michel Temer, tenta retroceder em anos as políticas para a área

O Sinasefe Seção Ifes apoia e participa das manifestações promovidas por alunos do Instituto Federal de Educação do Espírito Santo (Ifes) organizadas pelos grêmios Estudantis de diversos campi em todo o Estado. O mote principal dos atos dessa quarta-feira, 5, foi a retirada dos institutos federais de todo o país do ranking do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). É preciso lembrar que em 2015 o Ifes ficou em primeiro lugar entre todas as escolas do Estado e figurou como a melhor escola pública do Brasil, resultado do trabalho de excelência de seus servidores e do empenho de seus alunos. Os atos ocorreram nos campi Itapina, Montanha, Nova Venécia, Colatina, Linhares, Venda Nova do Imigrante, Santa Teresa, São Mateus, Ibatiba, Cariacica, Aracruz, Vitória, Piúma, Vila Velha, Centro-Serrano , Serra  e Alegre.

A Seção Ifes repudia a atitude do Ministério da Educação (MEC) que, sob o governo de Michel Temer, tenta retroceder em anos as políticas para a área. É mais uma decisão feita na base da canetada, sem ouvir professores, servidores, estudantes e todas as partes interessadas, entre elas especialistas que entendem de Educação. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ligado ao MEC, publicou a portaria 501/2016 na quarta-feira, 28 de setembro, mudando os critérios de divulgação em que os institutos não fazem mais parte do público-alvo do “Enem 2015 por Escola” por oferecerem cursos técnicos.whatsapp-image-2016-10-05-at-12-51-49

A justificativa demonstra total desconhecimento sobre os institutos e atemoriza a todas e todos que trabalham na área da Educação, pois revela despreparo e desinformação do MEC sobre o funcionamento do sistema de Educação e sobre as inúmeras construções coletivas que vêm sendo realizadas nos últimos anos pelo pessoal da área. O Ifes oferece sim educação básica, ao contrário do que o Inep afirma.

Por tudo isso o Sinasefe Seção Ifes reafirma o apoio às manifestações promovidas pelos alunos e se coloca à disposição para mostrar nas ruas que não aceitaremos calados o desmonte da Educação Pública Brasileira que o governo de Temer pretende executar em poucos meses, com pautas como a medida provisória do Ensino Médio (MP 746/2016), que retira a obrigatoriedade de disciplinas como Educação Física, Artes e Filosofia, entre outras. Além disso, os protestos também denunciam medidas contra a Saúde e também, mais uma vez, a Educação com a PEC 241/2016 (PEC do Teto) que, caso aprovada, congelará por 20 anos os recursos para essas áreas, incluindo os salários dos servidores públicos. Os projetos de lei apelidados de “Escola Sem Partido” também estão no alvo dos estudantes, uma vez que as propostas que tramitam no Congresso querem calar os professores e proibir o diálogo crítico para garantir a alienação dos jovens. Queremos uma “Escola sem Mordaça”.whatsapp-image-2016-10-05-at-13-07-08

O Conif e o Ifes divulgaram nota relativa ao episódio do Enem. Confira.

Conif

Conif solicita inclusão da Rede Federal no resultado do Enem 2015

A ausência dos Institutos Federais no resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015 por escola, divulgado nesta terça-feira, 4/10, causou indignação ao Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif). Para buscar um esclarecimento, o Conif oficiou ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) uma solicitação de reunião.

De acordo com o presidente do Conif, Marcelo Bender Machado, o Conselho não tinha ciência de que a Rede Federal seria desconsiderada na última avaliação do Enem. “As instituições da Rede vêm crescendo positivamente no ranking. Portanto, tínhamos uma expectativa diferente para a divulgação do resultado. Cabe-nos, agora, dialogar e tentar reverter esta situação”, afirma.

No resultado referente a 2014, divulgado em agosto do ano passado, as instituições da Rede Federal tiveram reconhecido desempenho e foram destaque entre as melhores do Brasil. O campus Vitória do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) obteve o 1º lugar entre todas as escolas públicas do país nas provas objetivas.

Ifes

O Inep desconsiderou as notas dos Institutos Federais na divulgação dos resultados do Enem 2015

O Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) esclarece que teve ciência, por meio de reportagens publicadas na terça-feira (4), que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) desconsiderou as notas dos Institutos Federais na divulgação dos resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) referentes ao ano de 2015.

Em resposta, o Inep informou que, a partir deste ano, as escolas que ofertam cursos técnicos integrados ao Ensino Médio, como o Ifes, não fazem parte do público-alvo do “Enem 2015 por Escola”. A mudança nos critérios para divulgação das notas foi definida pela portaria nº 501/2016, publicada no dia 28 de setembro, dias antes da disponibilização da lista de resultados das escolas.

O Ifes esclarece ainda que não teve acesso aos resultados dos campi da instituição no Enem 2015. O Instituto considera ainda descabida a decisão do Inep, uma vez que os cursos da instituição também certificam o Ensino Médio e tornaram-se referência nacional em qualidade educacional. O Ifes está buscando junto ao Inep e ao Ministério da Educação (MEC) a correção desta medida.

566 View