13 de dezembro de 2009
Por: Haroldo Lima


Share This Story !

A seção sindical Ifes realizou assembléia extraordinária no dia 01/12/2009, terça-feira, no mini-auditório do campus Vitória, com o seguinte item de pauta:

1) Eleição para diretores-gerais dos campi.

Mesa composta pelos coordenadores Francisco, Tonini e Cleuza.

Mesa composta pelos coordenadores Francisco, Tonini e Cleuza.

Nos informes, os servidores foram informados dos seguintes assuntos:

– O coordenador geral da seção sindical Ifes, Reginaldo Flexa, foi escolhido titular da pasta de políticas educacionais, durante o 24 congresso eleitoral do Sinasefe;

– No período do congresso, a delegação da seção reuniu-se com o coordenador geral da rede federal, Alexandre Vidor, informando-o sobre a não-observância do decreto 6986 (que disciplina o processo eleitoral) pela reitoria;

– Visita ao Mec para tratar sobre a progressão funcional dos novos docentes, obtendo a informação de que será expedido um comunica aos RHs regulamentando a progressão.

– Visita ao Mpog para tratar a respeito do exame periódico do servidor, implementado em alguns campi do Ifes, e a implantação do convênio com operadoras de autogestão, também faltando a implementação em todo Ifes.

– O recebimento de sugestões para a reformulação do regimento do Conselho Superior, que devem ser encaminhadas ao representanto dos docentes, Professor Filipe, do campus Vitória.

Informes fornecidos por Carlos Fontes e Júlio Bello.

Informes fornecidos por Carlos Fontes e Júlio Bello.

A seguir o ponto de pauta foi aberto para o debate. Vários servidores se manisfetaram com indignação diante da insistência da reitoria em manter o cronograma do processo eleitoral, ou seja, o processo eleitoral no campus Vitória ocorreria durante o mês de fevereiro. O encaminhamento definido, por consenso, foi que o sindicato convocaria a comunidade, alunos, técnicos e docentes, para manifestarem sobre este cronograma.  O sindicato também seria responsável por fornecer a estrutura e a comunidade se encarregaria da sua organização.   A manifestação foi marcada para a quinta-feira (03/12), ao longo de todo o dia, e constituiria de coleta de assinaturas para alterar o processo de escolha do diretor-geral do campus Vitória que deveria ocorrer no mês de fevereiro, período de férias dos curso superiores. Ficou ainda decidido que seria solicitado ao Conselho Superior que o mês de março seria escolhido para a realização do  processo e a eleição ocorreria na última semana deste mês. Após a coleta de assinaturas, uma carta deveria ser encaminhada ao presidente do conselho, ao reitor, e aos representantes dos segmentos docente, técnico e discente, solicitando a intervenção destes para a alteração do cronograma.

Definiu-se também que o sindicato prosseguiria com a ação judicial que  pede a anulação do ato de homologação provisória número 14.

dsc01399

Após a votação da proposta, com a sua aprovação, a assembléia foi encerrada. 

dsc01442

 

463 View