20 de novembro de 2019
Por: Comunicação


Neste 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, é fundamental reforçar a importância das políticas públicas de acesso ao ensino superior

Pela primeira vez, o número de matrículas de estudantes negros e pardos nas universidades públicas do país superou o de brancos. É o que mostra a pesquisa Desigualdades Sociais por Cor ou Raça no Brasil, do IBGE, divulgada na semana passada. De acordo com o material, 50,3% dos estudantes são negros e pardos. Apesar do avanço, esse grupo ainda continua sub-representado nas instituições de ensino superior, já que corresponde a 55,8% da população brasileira.

Neste 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, é fundamental reforçar a importância das políticas públicas de acesso ao ensino superior. Ainda há muitas barreiras a serem superadas na luta contra o racismo no Brasil, um país marcado pela desigualdade racial. E a luta é fundamental para isso!

178 View