18 de outubro de 2021
Por: Comunicação


Share This Story !

Sindicato e instituto discordavam sobre o registro de ponto. O fim do impasse reforça a legitimidade da greve sanitária

Após pressão do sindicato, o Ifes criou o registro de ponto para os servidores e servidoras que aderiram ou irão aderir à greve sanitária pela vida. Havia uma discordância quanto ao registro, e após uma reunião entre a entidade sindical e a instituição de ensino, realizada na quinta-feira, 14, a Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional (Prodi) gerou a “Ocorrência Especial – Greve Sanitária”, que começou a valer no mesmo dia. 

Até a mudança, o Instituto apontava que os trabalhadores e trabalhadoras que aderissem ao movimento deveriam usar a “Ocorrência Especial – Movimento Paredista 2021”. Contudo, a orientação do sindicato era outra. 

A direção do sindicato e o comando de greve discordavam do código, pois o termo “movimento paredista” pressupunha que as atividades seriam paralisadas durante a greve sanitária, mas não é o que ocorre. Na greve sanitária, os servidores e servidoras continuam trabalhando, porém, de forma remota. 

Portanto, o entendimento do jurídico do Sinasefe Ifes era de que o registro do ponto, para quem aderisse à greve, deveria continuar como antes, ou seja, para as/os técnicos-administrativos, utilizar o Código 387 – TRABALHO REMOTO COVID – 19, e para as/os docentes REGISTRAR DE ACORDO COM O PIT, com a observação “Realizando Trabalho Remoto”. 

“Com a nova ocorrência, a gente entende que foi uma conquista nossa, pela legitimidade do movimento da greve sanitária”, comemorou a direção. 

No início do mês, a direção do sindicato recebeu informações de que as chefias imediatas e as CGGPs dos campis do Instituto não homologariam os registros de ponto dos servidores e servidoras que não utilizassem o código “movimento paredista”. E no dia 8, a direção do sindicato e o comando de greve estadual emitiram uma nota em que solicitavam uma reunião, em caráter de urgência, com a Reitoria, e o encontro aconteceu na quinta, 14. 

Orientações sobre o registro de ponto

O Sinasefe Ifes orienta o/a servidor/a a registrar a “Ocorrência Especial – Greve Sanitária” e inserir uma observação de que as atividades continuarão sendo realizadas de forma remota. 

O sindicato reforça ainda que, tanto técnicos-administrativos quanto docentes, devem registrar todas as suas atividades, para que não tenha nenhum problema no futuro quanto ao seu trabalho e ao registro de ponto. 

Mais informações:

Site: www.sinasefeifes.org.br

Instagram: https://www.instagram.com/sinasefeifes_oficial/

Facebook: https://www.facebook.com/sinasefe.ifes/

Telefone: 27 99834-9127.

Saiba mais

Greve sanitária: Sinasefe Ifes solicita reunião com a Reitoria, em caráter de urgência, para tratar do registro de ponto

Dúvidas sobre a Greve Sanitária no Ifes? O Comando de Greve responde!

191 View