10 de maio de 2019
Por: Comunicação


Em assembleia geral, realizada nessa quinta-feira, 9, participantes também aprovaram a adesão à Greve Geral, no dia 14 de junho

Agora é luta! Na tarde dessa quinta-feira, 9, a categoria do Sinasefe Seção Ifes aprovou a adesão do sindicato ao movimento do dia 15 de Maio – Dia Nacional de Luta em Defesa da Educação.

A atividade terá atos e manifestações pelo país, em repúdio ao anúncio de cortes no orçamento para a Educação feito pelo governo Bolsonaro. O movimento também lutará contra a proposta de reforma da previdência do governo, que tramita no Congresso Nacional.  

A aprovação foi definida em assembleia geral, realizada no Teatro do Ifes Campus Vitória, em Jucutuquara.

Estudantes na luta

A coordenadora geral do Sinasefe Ifes Lúcia Hellena Pazzini destacou que estudantes de várias partes do país foram às ruas protestar contra esse ataque à Educação.

No Espírito Santo (ES), no último dia 3 de maio, sexta-feira, após o anúncio dos cortes ser feito pelo governo, estudantes se reuniram em frente ao Ifes da capital para protestar contra a medida que pode paralisar as atividades das instituições federais, como o Ifes e a Ufes.

“A proposta para o dia 15 é um ato maior, como mais força. A nossa seção vai apoiar e fortalecer a manifestação, que é dos estudantes, pais de alunos, docentes e TAEs, em defesa dos institutos, de uma educação pública, gratuita e de qualidade para toda a população. Esse também será o primeiro grande passo para a construção da Greve Geral, convocada pelas centrais sindicais para o dia 14 de junho”, destacou Lúcia.

No dia 15, em Vitória, as/os manifestantes vão se concentrar a partir das 16h30 em dois pontos: em frente ao Teatro da Ufes, em Goiabeiras, e em frente ao Ifes, na Avenida Vitória. Eles marcharão até um ponto de encontro, onde será realizado um grande ato.

Encaminhamentos

A categoria presente também apontou propostas e aprovou encaminhamentos de atividades e estratégias para o dia de luta.

A pauta sobre a mobilização foi priorizada por todos/as e a proposta de apoio ao transporte dos/as estudantes de institutos próximo à Grande Vitória (GV), que queiram participar do ato na capital, foi aprovada.

Também foi aprovada a proposta de utilizar o período do intervalo, nos períodos matutino, vespertino e noturno, para reforçar e convocar os/as usuários/as e trabalhadores do Ifes para fortalecer o ato.

Greve Geral!

Na assembleia os/as servidores/as também aprovaram adesão da Seção Ifes à Greve Geral, que será realiza no dia 14 de junho. A atividade foi convocada pelas centrais sindicais. Sendo uma delas a CSP-Conlutas, central sindical à qual o sindicato é filiado.

Aprovaram ainda a realização de uma assembleia geral para a semana seguinte ao movimento do dia 15, em defesa da Educação.

O coordenador de Pessoal do Segmento Docente do Sinasefe Seção Ifes, Thalismar Matias Gonçalves, lembrou que o governo Temer só não aprovou a reforma da previdência devido a união da classe trabalhadora, na Greve Geral de 2017.

“Nós temos a necessidade e o compromisso de construir um processo de resistência efetivo e permanente, articulando diretamente com a população e os movimentos sociais”, apontou Gonçalves.

Protocolo

Atenção categoria! O Sinasefe Seção Ifes protocolou ofícios junto às retorias do Ifes e da Ufes informando sobre a paralisação de 24 horas no “15 de Maio – Dia Nacional de Luta em Defesa da Educação” e a adesão do sindicato ao movimento da Greve Geral, que será realizado no dia 14 de junho.

Os ofícios foram protocolados no dia 10 de maio, sexta-feira.

Clique aqui e confira o ofício protocolado no Ifes.

Clique aqui e confira o ofício protocolado na Ufes.

593 View