26 de fevereiro de 2021
Por: Comunicação


Share This Story !

Sindicato encaminhorá à Reitoria Moção de Solicitação de Esclarecimento apontando as incoerências entre o posicionamento do Conif e do Ifes na condução desta pauta

O Conselho Superior do Ifes (Consup) abriu brecha nesta sexta-feira, 26, para que as atividades presenciais sejam retomadas em todos os campi do Ifes sem vacinação e sem segurança sanitária alguma. Isso ocorre no pior momento da pandemia de Covid-19 no Brasil, com recordes de mortes sendo batidos diariamente e anúncio de lockdowns por todo o país. Ocorre, neste momento, um colapso dos sistemas de saúde públicos e privados, com lotação de leitos e até mesmo dificuldades para manejar a quantidade de cadáveres que se acumulam nos hospitais e necrotérios.

Em reunião nesta sexta-feira, 26, o Consup aprovou a minuta que previa a prorrogação das Atividades Pedagógicas Não Presenciais (APNPs) e que agora torna-se a Resolução 02/2021, abrindo precedente perigoso para o retorno às atividades presenciais, uma vez que trata da manutenção das APNPs até o final de junho e institui um período de transição para a implementação do ensino híbrido. O Sinasefe Seção Ifes entende que a Resolução, junto com a Portaria 18/2021, abre caminho para o retorno presencial, o que poderá colocar em risco a vida das/os servidoras/es e estudantes do Ifes. Clique aqui e confira a Resolução 02/2021 do Consup.

Conforme deliberação da assembleia geral do dia 24 de fevereiro, o Sindicato protocolizará na Reitoria do Ifes uma Moção de Solicitação de Esclarecimento apontando as incoerências entre o posicionamento do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), o teor da Portaria 18/2021 do Ifes e a minuta que deu origem à Resolução 02/2021. Apesar de ainda não formalizada, a Moção foi lida durante a reunião do Consup, instância em que o Sinasefe Seção Ifes não tem representação. Contudo, a Resolução foi aprovada pelo Conselho.

Incoerência

A incoerência apontada pela representação sindical se refere ao fato de o reitor do Instituto Federal do Espírito Santo, Jadir Pela, ser também presidente do Conif, entidade que defende o retorno às atividades presenciais apenas após a vacinação da comunidade acadêmica. Ao mesmo tempo em que o Conselho Nacional tem este posicionamento, o Ifes dá mais um passo rumo à reabertura sem segurança para a sua comunidade, como já ocorreu no campus São Mateus. O retorno começou pelos técnicos-administrativos e pode avançar para professores e alunos de disciplinas técnicas.

No portal do Conif, o reitor do Ifes, Jadir Pela, foi enfático. “Por enquanto não podemos falar em retomar as aulas presenciais sem falar na vacinação dos nossos servidores, pelo menos. Hoje, a Rede Federal não tem condições de arcar com os custos de uma volta às aulas. As adequações das normas de segurança vão causar impactos nos contratos de limpeza e segurança, por exemplo. Além disso, vale ressaltar que nossas instituições não pararam. Há trabalhos de pesquisa e extensão sendo desenvolvidos e as aulas estão ocorrendo à distância”, disse ele em matéria que data de 18 de fevereiro de 2021. Clique aqui e confira o posicionamento do reitor no portal do Conif.

210 View