24 de outubro de 2019
Por: Comunicação



Sindicato continuará ações para proteger servidoras e servidores da insegurança causada pelo novo controle de frequência

A Reitoria do Ifes respondeu ofício enviado pelo Sinasefe Seção Ifes que solicitava a suspensão do novo ponto eletrônico até que os ruídos no funcionamento do sistema sejam sanados. O Instituto negou a solicitação do Sindicato mesmo diante dos problemas apontados, demonstrando um não reconhecimento das falhas no controle de frequência.

Diante da resposta da Reitoria, as ações do Sindicato continuarão na direção da resistência e acompanhamento da implantação do ponto eletrônico. De acordo com o diretor do Sinasefe Seção Ifes Carlos Alberto Firmino dos Santos, diante de qualquer irregularidade o Sindicato fará a defesa do servidor que se sentir prejudicado.

“O canal de comunicação que foi aberto para este fim continuará recebendo as informações e solicitações de nossos filiados ([email protected]). Já existem ações com a participação do Sinasefe Nacional contra a IN 02 (Instrução Normativa 02/2018), que foi um documento base para controle de frequência dos servidores formulado pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão em 2018”, explicou.

O novo ponto eletrônico foi implantado Ifes no dia 1º de julho e, desde então, apresenta dúvidas e questões que atrapalham o exercício profissional do/a servidor/a. O novo controle de frequência é chamado de Sistema Integrado de Gestão (SIG-Ifes).

Ofício

Diante da demanda da categoria, o Sinasefe Ifes protocolou ofício junto à reitoria do Instituto solicitando a suspensão do novo sistema até que as questões apontadas fossem resolvidas. Entre os problemas relatados no documento estavam a indisponibilidade do sistema das 11 às 14 horas, a falta de estrutura para o devido funcionamento do controle de frequência, o modelo inadequado à natureza das atividades dos/as servidores/as que não considera as peculiaridade dos diversos campi, entre outros.

Entre as justificativas elencadas na resposta do Ifes para manter o sistema funcionando, mesmo diante das intercorrências apontadas, está a alegação de “que a maioria delas, senão todas, foram sanadas (sic)”, conforme consta no documento recebido pelo Sindicato. Além de a informação ser imprecisa, demonstrando não haver certeza de que, de fato, não há problemas, o documento não elenca quais deles foram identificados pelo Instituto e quais foram resolvidos.

Diante da resposta da Reitoria do Ifes, a diretoria do Sinasefe Seção Ifes reafirma a necessidade de que sejam adotadas todas as medidas cabíveis visando regularizar o SIG-IFES.

Clique aqui para conferir o ofício enviado pelo Sinasefe Seção Ifes.

Clique aqui para conferir a resposta enviada pelo Ifes ao ofício do Sindicato.

170 View