21 de junho de 2021
Por: Comunicação


Share This Story !

Toda nossa solidariedade à Rafaella Machado. Confira a nota!

Junto a cerca de 70 entidades, o Sinasefe Ifes assinou uma nota de solidariedade à professora de inglês Rafaella Machado, da EEEM Professor Renato José da Costa Pacheco, de Jardim Camburi, contra a perseguição do vereador de Vitória Gilvan da Federal.

A perseguição é motivada por uma atividade sugerida pela professora aos estudantes da escola onde o tema LGBTQI+ é abordado, o que está em acordo com todos os documentos oficiais que orientam a educação brasileira. A atitude do vereador está em total desacordo com o cargo que ocupa, mas segue à risca o discurso de ódio e perseguição do seu mentor político, o igualmente execrável presidente da República, Jair Bolsonaro.

“Atacar individualmente a professora é atacar a toda a comunidade escolar da Renato Pacheco e também toda a categoria do Magistério capixaba”, destaca um trecho da nota de solidariedade.

Toda nossa solidariedade à Rafaella Machado!

Confira a nota: 

NOTA DE SOLIDARIEDADE À PROFESSORA RAFAELLA MACHADO CONTRA OS ATAQUES PROMOVIDOS PELO VEREADOR GILVAN DA FEDERAL

O coletivo Luta Unificada dos Trabalhadores da Educação do Espírito Santo – LUTE-ES e demais entidades abaixo assinadas vêm a público repudiar a perseguição que a professora de inglês da EEEM “Prof. Renato José da Costa Pacheco” Rafaella Machado vem sofrendo por parte de um vereador do município de Vitória, Gilvan da Federal. A perseguição acontece em virtude de uma atividade sugerida pela professora aos estudantes da escola onde o tema LGBTQI+ é  abordado. Por meio da mãe de uma estudante, o vereador soube da atividade proposta pela professora e esteve presente na escola na última sexta-feira, 18/06, buscando intimidá-la e ameaçando-a com providências que estaria organizando contra a profissional. Chegou ao cúmulo de invadir a escola para forçar um esclarecimento por parte de Rafaella, que sugeriu que ele conversasse com a pedagoga, dando-lhe as costas. O vereador ainda fez ameaças em áudios que circulam no whatsapp cujo conteúdo é escandaloso e reafirma a sua vocação ultra conservadora. É importante lembrar que não é a primeira vez que esse representante eleito pelos munícipes de Vitória se encontra envolvido em episódio de ódio e preconceito. Gilvan da Federal foi alvo de uma ação promovida pela vereadora Camila Valadão por tecer comentários machistas sobre a sua forma de se vestir durante uma sessão solene em homenagem ao Dia das Mulheres, comemorado em 8 de março. A ação aberta para apurar a conduta do vereador foi arquivada e causou revolta na sociedade capixaba, evidenciando o caráter conservador da atual composição da câmara municipal da capital, onde apenas duas mulheres compõem o quadro de vereadores num total de 15 eleitos. A conduta do vereador mostra-se frequentemente em desacordo com o cargo que ocupa. Mas a possibilidade de punição parece não incomodá-lo e assim ele mantém sua postura  truculenta e odiosa perante temas sensíveis que tocam a muitos moradores e eleitores da capital. 

O tema trabalhado em sala de aula pela professora Rafaella Machado está em completo acordo com todos os documentos oficiais que orientam a educação brasileira. O trabalho proposto pela professora é resultado de um amplo debate realizado no interior da escola e que envolve pedagogos e demais professores e professoras da unidade escolar. É portanto uma proposta educacional pensada a muitas cabeças e orientada pelo currículo da escola pública do Espírito Santo. Atacar individualmente a professora é atacar a toda a comunidade escolar da Renato Pacheco e também toda a categoria do Magistério capixaba!

Mais uma vez o Vereador Gilvan da Federal dá mostras de sua incompetência para contribuir com um debate público que preze pela urbanidade e respeito à diversidade. Ocupa o parlamento apenas para promover discurso de ódio e perseguições, estando, aí sim, em total harmonia com o seu mentor político, o igualmente execrável presidente da República, Jair Bolsonaro. 

Toda nossa solidariedade à Rafaella Machado, professora consciente de seu papel enquanto educadora por um mundo livre de preconceitos de toda ordem e que também contribui de maneira inestimável com a nossa organização coletiva que é o LUTE-ES. Quanto aos conservadores, esses já deram provas mais que suficientes de que são incapazes de conduzir o debate público que contribua efetivamente para a melhoria da realidade do povo trabalhador e seus anseios mais urgentes. Que caiam todos eles.

Assinam a nota as seguintes entidades:

Coletivo Luta Unificada dos Trabalhadores da Educação –  Lute-ES

Adufes (ANDES-SN)

ABJD – Associação dos Juristas pela Democracia – Núcleo ES

Afirmação – Rede de Cursinhos Populares

Aliança Nacional LGBTI+ no ES

Associação Popular dos Centros Socialistas

Brigadas Populares

Comitê Capixaba da Campanha Nacional pelo Direito à Educação

Comuna ES

Centro Acadêmico de Filosofia – Ufes

Centro Acadêmico de Licenciatura em Física 

Círculo Palmarino

Coletivo de artistas socialistas do ES 

Coletivo Educação Pela Base 

Coletivo LGBTI+ do Sindiupes

Coletivo Mães Eficientes Somos Nós

Coletivo de Mulheres Dona Astrogilda

Coletivo Para Todos

Coletivo TAEs de Luta – Oposição Sintufes

Conselho Estadual LGBTI+ do ES 

CSP Conlutas – ES

CUT-ES

Diretorio Central dos Estudantes da Ufes – DCE Ufes

Ecoar –  Juventude Ecossocialista 

Federação Espírito Santense de Culturas e Povos Tradicionais de Matriz Africana

Frente Popular em Defesa do Direito à Educação 

Fórum de mulheres do Espírito Santo – FOMES

GEDUC – Grupo de Estudos e Pesquisas Em Educação Comparada

Grêmio Nelson Reis – Ifes Piúma

Grupo de Pesquisa Trabalho e Práxis/Ufes

Ifes Sem Cortes

Intersindical CCT

Levante Popular da Juventude

Liberdade Amor e Respeito no Espírito Santo – LARES

Lordose pra Leão 

Movimento Enfrente

Movimento Impeachment Já – ES em Luta 

Movimento Mulheres em Luta ES

Movimento Negro Unificado

Movimento Sobreviva Brasil

Núcleo de Pesquisa em Sexualidades da Ufes – NEPS

PAD-ViX – Professoras (es) Associadas (os) pela Democracia em Vitória – ES

Partido Comunista Brasileiro – PCB ES

Partido Socialismo e Liberdade – PSOL/ES

Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado PSTU ES

Partidos dos Trabalhadors – PT/ES

Primavera Socialista ES

Raceffaes

Raízes Partido Antirracista 

Resistência/PSOL ES

Resistência e Luta Educação ES

Resistência Feminista ES 

Revolução Brasileira ES

SINTUFES

Sinasefe – Ifes 

Travessia ES – Coletivo Sindical e Popular

União Brasileira de Estudantes Secundaristas

União Nacional dos Estudantes – UNE

União da Juventude Comunista – UJC

307 View