22 de dezembro de 2020
Por: Comunicação


Share This Story !

A Diretoria do Sinasefe Ifes manifesta o seu apoio às demandas da Associação dos Docentes Efetivos da Faceli (Adef) e repudia o caráter antidemocrático das decisões que são tomadas sem o devido diálogo e participação da comunidade acadêmica.

A Adef vem lutando há anos para que a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB 9.394/1996), no que diz respeito à organização interna e gestão das instituições de ensino superior pública, seja cumprida. 

Fundada em 2005, a instituição só veio ter o primeiro concurso público em 2015, 10 anos após a sua criação, e mesmo com servidores efetivos, as decisões são tomadas por pessoas ligadas ao Executivo municipal, isso porque a direção e as coordenações da Faceli são ocupadas por indicações do prefeito. 

O mais recente ataque à autonomia da Faceli é um Projeto de Lei (26/2020) que está em tramitação na Câmara Municipal de Linhares que dá poderes para a diretora presidente da Fundação Faceli, que controla a faculdade, e ao diretor acadêmico da Faceli, para que tomem as decisões unilateralmente, sem qualquer controle dos órgãos colegiados da faculdade. 

A Diretoria do Sinasefe Ifes repudia o caráter antidemocrático da proposta e entende que a comunidade acadêmica deve ser ouvida, e que qualquer mudança na estrutura organizacional da instituição deve passar por um amplo debate com as entidades representativas dos técnicos, docentes e discentes da instituição. 

Diretoria Sinasefe Ifes 

2018/2021

354 View