9 de março de 2020
Por: Comunicação


Entre as questões tratadas no evento estava a Lei Maria da Penha e a dificuldade de socorro às mulheres vítimas de violência no campo

O Movimento de Mulheres Camponesas (MMC) realizou no dia 4 de março uma Roda de Debates na Câmara Municipal de Nova Venécia, no noroeste do estado. O tema do encontro foi “O machismo estrutural e as diversas formas de violência contra a mulher”. O Sinasefe Seção Ifes deu apoio ao evento por meio do fornecimento de transporte e alimentação para as participantes.

O evento contou com a participação da comissária de Justiça Diane Ribeiro, que deu a palestra “Violência contra a mulher não tem cor, classe social ou profissão: tem solução”. Ela falou, ainda, sobre a Lei Maria da Penha.

Esteve presente também a deputada estadual Iriny Lopes, que foi a relatora da Lei Maria da Penha na Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara dos Deputados quando era deputada federal. Ela deu a palestra “O combate à violência doméstica, políticas públicas e ações efetivas”.

Além disso, a dirigente estadual do MMC Maria Aparecida Sian falou sobre as dificuldades encontradas para o socorro às mulheres vítimas de violência de gênero nas áreas rurais. A Roda de Debates contou, ainda, com a participação da professora do campus Nova Venécia do Ifes Amanda Catarucci que apresentou a palestra “Machismo Estrutural”.

O professor Weverton Sacramento, do Ifes Campus Nova Venécia e membro da diretoria do Sinasefe Seção Ifes, contribuiu para que a Roda de Debates fosse certificada pelo Instituto e apoiada pelo Sindicato, a pedido do MMC. Ele foi o cerimonialista do evento.

Mobilização

De acordo com a integrante da coordenação do MMC Luzia de Fátima Silva, o objetivo da reunião foi mobilizar as mulheres do campo, servidoras e alunas do Ifes, além de mulheres da cidade e de outras escolas, para a luta contra a violência e a opressão histórica sofridas pelas mulheres.

“O evento faz parte de uma série de ações que o Movimento das Mulheres Camponesas está realizando no mês de março, relativas ao Dia Internacional de Luta das Mulheres (8 de março). Estivemos no ato no Centro de Vitória no dia 6, fizemos um encontro no dia 7 em Boa Esperança (norte do estado), e estamos planejando uma nova Roda de Debates, dessa vez com foco nas mulheres jovens do campo, mas que também estará aberta a todas que queiram participar”, explicou.

136 View