9 de setembro de 2022
Por: Comunicação


Share This Story !

Documento pede a recondução do coordenador-geral e da coordenadora adjunta, que foram removidos do Neabi do campus, de forma autocrática. Entenda

O diretor-geral do Campus Serra dispensou e removeu o coordenador-geral e a coordenadora adjunta do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (Neabi) do campus, de forma autocrática. O Colegiado do Fórum dos Núcleos de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (Foneabi) do Ifes publicou uma moção de repúdio sobre a decisão e o Sinasefe Ifes endossa o documento.

Além da remoção, o diretor estabeleceu 40 dias para a eleição da Coordenadoria Geral e Coordenadoria Adjunta do Neabi. A decisão do diretor infringe as Resoluções nº 27 e 28 do Conselho Superior do Ifes e a Política de Educação para as Relações Etnico-Raciais (ERER).

Em um trecho do documento, o colegiado do Foneabi destaca que, “além de todo o impacto causado no referido campus, a decisão autocrática da Direção Geral do Campus Serra evidencia o racismo institucional que se apoia no racismo estrutural presente em nossa sociedade”.

A fim de garantir o estado democrático de direito e a representatividade dos membros, que foram eleitos, o colegiado, de forma unânime, reivindica a recondução do coordenador-geral e da coordenadora adjunta.

Confira abaixo a nota completa:

Clique aqui e confira o PDF da nota.

99 View