16 de agosto de 2019
Por: Comunicação


A diretoria do sindicato questionou junto à reitoria, por meio de ofício, os problemas que o atual Sistema Integrado de Gestão (SIG-Ifes) vêm apresentando

O novo ponto eletrônico, implantado no Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) no dia 1º de julho, já apresenta dúvidas e questões que atrapalham o exercício profissional do/a servidor/a público/a.

Ciente dos problemas enfrentados pela categoria, o Sinasefe Ifes protocolou um ofício junto à reitoria do instituto solicitando a suspensão do novo sistema, chamado de Sistema Integrado de Gestão (SIG-Ifes), até que os ruídos sejam sanados.

O documento chama atenção para a indisponibilidade do sistema das 11 às 14 horas, a falta de estrutura para o devido funcionamento do controle de frequência, o modelo inadequado à natureza das atividades dos/as servidores/as que não considera as peculiaridade dos diversos campi, entre outros.

Treinamento efetivo

Além de apontar os problemas enfrentados no dia-a-dia, o documento reforça que a gestão do Ifes deve disponibilizar cursos de treinamento para o servidor, para que ele possa operar o sistema devidamente.

Sendo que, os diversos problemas apontados podem colocar o/a servidor/a numa condição de fragilidade, pelo fato dele/a não conseguir registrar suas atividades. E isso pode acarretar em suspensão ou corte de pagamento, abertura de Processo Administrativo Disciplinar (PAD), entre outras questões.

O diretor da Coordenação de Pessoal Segmento Docente do Sinasefe Ifes, Thalismar Matias Gonçalves, pontuou que o sindicato sempre mostrou preocupação quanto a implantação do novo modelo.

“Desde as reuniões com a comissão para implantação deste sistema, o Sinasefe Ifes vem pautando a preocupação sobre esse novo ponto eletrônico, no sentido de engessar o cotidiano do trabalho”, disse Thalismar.

Com isso, a diretoria reafirma a necessidade de que sejam adotadas todas as medidas cabíveis visando a regularização do SIG-IFES.

Clique aqui e acesse o ofício.

148 View