13 de março de 2019
Por: Comunicação


No domingo, dia 10 de março, e também na segunda, 11, uma professora do campus Aracruz foi exposta de forma irresponsável e covarde pelo MBL-ES

nota de repudo

No domingo, dia 10 de março, e também na segunda, 11, uma professora do campus Aracruz foi exposta de forma irresponsável e covarde pelo Movimento Brasil Livre do Espírito Santo (MBL-ES) em suas redes sociais.

Foram divulgadas imagens descontextualizadas da educadora, produzidas na sexta-feira que antecedia o período de carnaval, quando ela estava em um momento de descontração junto com os alunos.

O objetivo do MBL-ES foi acusá-la de promover a tal “doutrinação ideológica”. Em poucas horas as postagens tinham centenas de comentários, muitos com ofensas graves e até ameaças contra a educadora. Em uma tentativa de destruir a reputação da docente.

A ação desse grupo político está vinculada ao contexto do famigerado projeto “Escola Sem Partido”. Com discurso de que os educadores, em especial das Ciências Humanas, estão “doutrinando” os estudantes, têm surgido diversas ações de milícias virtuais político-fascistas que têm atacado a autonomia dos educadores.

Sob a orientação do governo de extrema direita de Jair Bolsonaro, os educadores têm se tornado alvo de ataques e ameaças, e estão sendo apontados como verdadeiros inimigos da educação, sob a lógica de tais grupos.

Sob a guarida do “Escola Sem Partido” configura-se um ataque a um projeto de Educação Pública realmente reflexiva e emancipadora. A autonomia docente está sendo ameaçada.

O MBL-ES não está preocupado em resolver os verdadeiros problemas da educação pública brasileira, que em grande parte está sem condições de infraestrutura nos estabelecimentos escolares e sem uma política de valorização dos profissionais de educação.

Sendo assim, o Sinasefe-Ifes repudia tais postagens irresponsáveis e demagógicas do MBL-ES e presta toda solidariedade à educadora Flávia Cândida, do campus Aracruz. A assessoria jurídica do Sinasefe Ifes também foi colocada à disposição da sindicalizada para quaisquer desdobramentos do caso.

Vitória, ES, 13 de março de 2019.

Diretoria do Sinasefe Ifes.

2778 View