5 de abril de 2012
Por: Haroldo Lima


Share This Story !

Categoria vai discutir adesão às ações da Campanha Salarial Nacional

O Sinasefe vai realizar na sexta-feira (20) mais uma assembleia geral dos servidores. No espaço, os associados vão discutir à adesão da Seção Ifes às atividades da Campanha Salarial Nacional, como o Dia Nacional de Paralisação, agendado para o dia 25 de Abril. A assembleia vai acontecer no Auditório II do Ifes Vitória, às 13h.

Antes da assembleia, no dia 16, o Sinasefe vai ser reunir com a Associação dos Docentes da Ufes (Adufes), com o Sindicato dos Trabalhadores da Ufes (Sintufes) e com o Sindicato dos Trabalhadores da Saúde e da Previdência (Sindsaudeprev) para discutir a articulação da Campanha Salarial Nacional no Espírito Santo. Os diretores do Sinasefe vão apresentar o produto da discussão com os outros sindicatos aos servidores na assembleia do dia 20, para análise e deliberação.

25 de Abril é dia de Paralisação Nacional

No dia 25 de abril, os sindicatos nacionais de servidores federais vão realizar o Dia Nacional de Paralisação para pressionar o governo a negociar a pauta de reivindicações dos trabalhadores. O Sinasefe Seção Ifes aguarda deliberação local, na assembleia do dia 20, para participar do movimento nacional.

Em 2012, a articulação dos sindicatos vai proporcionar uma força ainda maior que a do ano passado, analisa Samanta Maciel, coordenadora geral do Sinasefe Seção Ifes. “Há consenso de que se não houver avanço nas negociações com o governo, os servidores devem intensificar e radicalizar o movimento. O Sinasefe deve se mobilizar para participar integralmente das atividades da Campanha Salarial Nacional, a partir do dia 25. Os servidores têm que comparecer à assembleia para construir a paralisação do dia 25”, conclui a coordenadora.

Marcha de 28 de Março iniciou Campanha Salarial Nacional

No dia 28 de março, cerca de 6 mil servidores públicos ocuparam a Esplanada dos Ministérios, em Brasília, para cobrar do governo o início imediato da negociação salarial. O ato mostrou a indignação da categoria e marcou o começo das mobilizações da Campanha Salarial Nacional. No mesmo dia, representantes dos sindicatos nacionais de docentes e servidores federais reuniram-se com o Ministério do Planejamento (MP) para tratar a reestruturação da carreira do servidor federal no GT Carreira. Entretanto, o MP não apresentou uma proposta de retomada das negociações em torno da carreira, iniciadas no ano passado, e indignou os servidores. Ao final do encontro, foram definidas três novas reuniões do GT Carreira, nos dias 13, 19 e 25 de abril.

492 View