7 de abril de 2011
Por: Haroldo Lima


Share This Story !

Projeto piloto iniciará em maio e terá avaliação a cada três meses

A partir de maio deste ano, todos os servidores técnico-administrativos da UnB terão jornada de trabalho de 30 horas semanais, sem qualquer prejuízo aos salários. A garantia foi feita em reunião da Mesa de Negociação realizada nessa quinta-feira (3). A discussão foi retomada após a greve da categoria – que durou seis meses – em defesa do pagamento da URP para todos os servidores.

De acordo com a decana Gestão de Pessoas da UnB, Gilca Starling, a ideia é de implementar a redução da jornada de trabalho nos moldes da Universidade Federal de Santa Catarina. Segundo ela, na UFSC, a utilização do ponto eletrônico foi o que poupou problemas com a Justiça na implementação no projeto. “Neste momento, avaliamos o ponto eletrônico como fator facilitador, inclusive de outros mecanismos de trabalhar políticas de direito”, afirma.

A dinâmica da implantação da jornada de trabalho de 30 horas semanais ainda conta, a cada três meses, com uma avaliação de impacto do atendimento do projeto piloto. “Para nossa categoria, as 30 horas de jornada de trabalho é uma vitória grande, levando em conta que o tema já havia sido discutido anteriormente com a administração superior da UnB, sem qualquer avanço”, avalia o coordenador geral do Sintfub, Mauro Mendes.

“A redução da jornada de trabalho vai colaborar para a qualidade de vida dos servidores. A consequência é o aumento da qualidade do serviço destinado à toda a sociedade”, afirma Antônio Guedes, também coordenador geral do Sintfub. “Este é só um passo inicial. Continuaremos lutando pelos direitos e benefícios dos técnico-administrativos da UnB”, reforça Eurides Pessoa, que compõe a coordenação geral do Sindicato.

No próximo dia 15, o Sintfub realizará uma assembleia geral para informar a categoria da vitória. No dia seguinte, dia 16, a Mesa de Negociação volta a se reunir.

Da Coordenação de Imprensa e Divulgação do Sintfub

844 View